Dentes e Desempenho

 


Somos biologicamente programados para a perfeição e pleno desenvolvimento de nosso corpo. No entanto por desconhecimento desse mecanismo, perdemos paulatinamente essa capacidade de estar com saúde.

 

A postura corporal e bucal se inter-relacionam de forma muito íntima. Uma vai interferir e repercutir na outra.

 

Nossos planos precisam estar paralelos para que nosso funcionamento seja perfeito.

 

Se por algum motivo em qualquer fase da vida, os dentes  desarticulam-se, fugindo do que seria o padrão de normalidade, tenha certeza, tudo no corpo vai funcionar com sofrimento e perda de energia.

 

Da respiração, à nutrição e consequentemente seu desempenho cerebral, tudo funcionará com perda do potencial total de desempenho.

 

Certa vez, conversando com um médico de um time famoso de futebol da cidade de São Paulo, sugeri da necessidade da reorganização da dentição dos atletas visando melhorar seu desempenho e diminuir as lesões durante sua vida profissional.

 

Hoje nos clubes do exterior, essa preocupação e cuidado com o estado dos dentes e da mordida, já fazem parte da pauta de cuidados com a saúde do atleta.

 

Já se sabe lá, como os problemas dentais interferem na performance do atleta.

 

A engrenagem dos dentes vai repercutir na coluna cervical, lombar, na bacia, joelhos, tornozelos e planta dos pés.

 

Muitas vezes uma dor nos joelhos, por exemplo, tem sua causa na engrenagem incorreta dos dentes.

 

Normalmente se recorre a antiinflamatórios. Sua parede gástrica se destrói e a dor não passa pois, sua origem está na má mordida. Imagine nos atletas que operam e operam o joelho e nunca se pensa nos dentes...

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Siga-nos
Please reload

Postagens recentes
Postagens

Chupar chupeta é necessário?

1/9
Please reload

  • Wix Facebook page
  • Wix Google+ page
  • LinkedIn Classic